3/03/2008


Nunca vais saber

*
Nunca vais saber
a sombra que fere o olhar
o sorriso breve sem luz
no caminho longo a fechar...


Nunca vais saber
o longo vácuo infinito
a saudade já a sangue gravada
na mudez nua de um grito...


Nunca vais saber
a lágrima quente na cama
os olhos de seda rasgada
o gelo firme na chama...


Nunca vais saber
a mão crispada e vazia
o desejo insano mordido
na intensidade do dia...


Nunca vais saber
o luar que me corre nas veias
das noites, de prata vestidos
e loucuras tecidas a meias...


Nunca vais saber
que és tu quem eu trago comigo
que és tu quem me assalta ao acordar
com um susto quente no peito...

Nem nunca vais saber
que sonho sempre contigo
e que à noite... em ti me aconchego,
e que é em ti que eu me deito...



Não!
Tu nunca vais saber...

*
MCB 08

11 Comments:

Blogger Cleopatra said...

Nunca vais saber
que és tu quem eu trago comigo
que és tu quem me assalta ao acordar
com um susto quente no peito...


Nem nunca vais saber
que sonho sempre contigo
e que é em ti que eu me deito...


Nunca.

terça mar 04, 11:23:00 da tarde 2008  
Blogger Apache said...

Vale a pena esperar tanto tempo por poemas destes.
Escrito com alma, lê-se com os cinco sentidos, desassossegando-os em simultâneo!

quarta mar 05, 02:44:00 da manhã 2008  
Blogger Loucopoeta said...

***

Nunca irei saber...
Mas como...
Desejaria aprender...

A dicifrar teu querer,
A saborear teu beijo,
A suspirar teu prazer,
A deleitar teu desejo,

Ai, como gostaria de saber!

O sentir...
Esse calor...teu leito,
Transformar tuas lágrimas,
Em sorrisos de deleito...
Suavizando as mágoas,
Do teu rosto perfeito...

Nunca irei saber...
Nem tão pouco aprender...rsss

Mas, sinto todo sentir...
Nos versos o teu segredo,
Que não o vais descobrir...
A quem muito o quer saber!!!

Me deleitei...parabéns!

Loucopoeta...

Beijo...
Com todo meu carinho!

PS: Já não tenho Blog...rsss
Só o Hi5...aparece por lá...
Te sentir...é como ver,
um deslumbrante Por do Sol...
Com todo esplendor e prazer!

***

quarta mar 05, 10:17:00 da manhã 2008  
Blogger £oµ¢o Ðe £Î§ßoa said...

(se não o sentir mesmo que o leia não vou saber)

Já fizeste atenção que cheira a primavera?

sexta mar 07, 02:28:00 da tarde 2008  
Blogger Pecadormeconfesso said...

Nunca vais saber
a mão crispada e vazia
o desejo insano mordido
na intensidade do dia..."

Forte e zangado?


Olha o Louco diz que cheira a Primavera. Eu também já dei por isso. As minhas alergias não o esquecem nunca.

sexta mar 07, 06:25:00 da tarde 2008  
Blogger Rafeiro Perfumado said...

E se alguém bufar?

sábado mar 08, 10:12:00 da tarde 2008  
Blogger joana said...

como escrevemos poemas, sabemos que a inspiração nao vem quando se quer, mas vem sim, quando menos se espera...

bjinho***

segunda mar 10, 11:54:00 da manhã 2008  
Blogger Nitrox said...

Nunca vais saber
mas gosto de aqui passar
mais não seja para ler
aquilo que aqui vens deixar

Fica bem!

segunda mar 10, 06:12:00 da tarde 2008  
Blogger Pecadormeconfesso said...

Então para quando outro texto?

sábado mar 15, 01:19:00 da manhã 2008  
Blogger Narrador said...

Perturbante e intenso...

segunda mar 17, 10:56:00 da manhã 2008  
Blogger As Sombras de Fim do Dia said...

Talvez fosse bom ele saber.... Sentimentos assim não foram feitos para estar escondidos.

Tem uma boa semana :)

terça mar 18, 09:01:00 da manhã 2008  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home